31/08/2017 11h34 - Atualizado em 31/08/2017 15h07

Missão capixaba se reúne com mais de 50 empresas no Amazonas

A missão capixaba a Manaus, que acontece durante esta semana, teve um momento especial na noite desta terça (30). Cerca de 100 pessoas, entre empresários, profissionais e autoridades locais, conheceram detalhes sobre o polo de distribuição da Zona Franca de Manaus (ZFM) no Espírito Santo, que funcionará em Cariacica.

O evento aconteceu na Federação das Indústrias do Amazonas (FIEAM) e contou com a participação de representantes de aproximadamente 50 empresas. O secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo, e o subsecretário de Logística, Transporte e Comércio Exterior, Neucimar Fraga, apresentaram as vantagens logísticas de se investir no Estado, detalhando as oportunidades de negócios que temos para diferentes setores.

Entre as empresas participantes, estiveram prestadores de serviços interessados em negócios que surgirão a partir do entreposto capixaba. Dois exemplos foram duas companhias aéreas, que estão estudando fazer uma ligação direta com Vitória, e duas companhias de navegação, que apresentaram a sua estrutura durante o encontro.

“A nossa impressão é de que tanto Governo do Amazonas quanto as empresas olham para o nosso polo de distribuição como uma oportunidade de ampliar a competitividade da Zona Franca de Manaus. É uma parceria entre os dois governos e os setores privados dos dois estados. Nossa avaliação é de que o encontro e a missão estão sendo muito produtivos e a nossa expectativa é de que várias empresas farão seus estudos econômicos pra tomar as suas decisões até o final do ano”, destacou o secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo.

A missão capixaba é realizada pela Terca, com apoio do Governo do Estado, e a comitiva retorna ao Espírito Santo no sábado (2). Entre os integrantes do grupo estão representantes da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), do Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Espírito Santo (Sindiex), do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística no Espírito Santo (Transcares) e do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Espírito Santo (Sincades), de prefeituras, entre outras instituições.

Para o superintendente da Terca, Sidemar de Lima Acosta, a missão está tendo uma ótima receptividade. “Temos observado um ânimo e uma energia muito positivas das empresas. Ainda é complexo falar em fechar negócio, pois a missão está em andamento e há contratos de confidencialidade, mas já estamos recebendo propostas", afirmou.

Saiba mais

O Espírito Santo está implantando um polo de distribuição de produtos industrializados da Zona Franca de Manaus (ZFM) no Estado. O entreposto está localizado no armazém da Terca, em Cariacica. A empresa venceu licitação realizada pelo Governo do Amazonas, após protocolo firmado com o Governo do Espírito Santo para instalar um polo da ZFM em território capixaba.

A estimativa da Terca é de que a criação do centro de distribuição de produtos da ZFM no Estado crie aproximadamente 120 empregos, sendo 30 diretos (parte deles já contratados) e 90 indiretos. O investimento deve girar em torno de R$ 2 milhões com adaptações (já iniciadas) do armazém.

Vantagens e como funciona

Com a criação do polo da Zona Franca no Estado, o Espírito Santo ganhará movimentação portuária, aérea, de serviços de armazenagem e de transporte de cargas, mantendo e ampliando a geração de negócios, impostos, empregos e renda.

Os produtos industrializados na ZFM serão remetidos ao armazém capixaba, em Cariacica, com suspensão do ICMS, para daqui serem destinados à comercialização em qualquer ponto do território nacional ou à exportação.

Zona Franca tem 50 anos

O Polo Industrial de Manaus completou 50 anos em 28 de fevereiro de 2017. Em 2014, o Congresso Nacional promulgou a Emenda Constitucional 83/2014, que prorroga os incentivos fiscais especiais da ZFM até o ano de 2073.

A ZFM é um modelo de desenvolvimento econômico implantado pelo governo brasileiro objetivando viabilizar uma base econômica na Amazônia Ocidental, promover a melhor integração produtiva e social dessa região ao país, garantindo a soberania nacional sobre suas fronteiras.

A ZFM compreende três polos econômicos: comercial, industrial e agropecuário. O industrial é considerado a base de sustentação da ZFM. O polo Industrial de Manaus possui aproximadamente 600 indústrias de alta tecnologia gerando mais de meio milhão de empregos, diretos e indiretos, principalmente nos segmentos de eletroeletrônicos, duas rodas e químico.

Entre os principais setores produtivos da ZFM estão: eletroeletrônicos, duas rodas, relojoeiro/joalheiro, metalmecânico, embalagens, químico, ótico, informática e de componentes eletrônicos.

 

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedes:

Manuella Romeiro 3636-9708 / 99942-9537 manuella.romeiro@sedes.es.gov.br

Marco Valério Magalhães 3636-9707 / 988174824 marco.magalhaes@sedes.es.gov

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard